• Colaboração dos artistas: Arthur Oliveira, Juliana Araújo, Alma Negrot e Ricardo Lima 

      Doméstica
      Com a alma estendida no varal
      O sol me faz enroscar entre os lençóis
      Dançando no silêncio, no corpo do vento eu faço leito
      E na claridade do verão, floresço sinistras azaléias.
      São peles mornas e gentis.

      Entre pelos, entre rendas,
      Pratico com minhas asas de veludo
      O vôo matutino entre o ar que envolve os pássaros.
      Percorrendo minha rotina aérea,
      Pela brisa da janela,
      Bebo a luz e respiro a brisa
      Me alimento pra sonhar com força.

      Cada manhã quero conhecer-me mais
      Revirar gavetas, jogar as cartas
      Planta, felino, traça
      Perfurando as memórias
      Dormindo sobre histórias de fotografias,
      Remendando a ordem das coisas.
      Não quero pontos, quero a extensão dos tecidos com vírgulas.

     

    Comentários