Foi mexendo com um computador presenteado pelo pai que Pedro Nekoi descobriu o gosto pela edição de imagens. Utilizando das ferramentas para manipulação, o ilustrador se identificou logo de cara com a técnica de colagens digitais. Anos depois e algumas exposições no currículo, incluindo uma solo em João Pessoa, onde morou por um tempo, e nomes como a Diesel nos trabalhos exibidos mundo afora, Pedro já tem bons motivos para se orgulhar da curta e promissora carreira. Baseado em São Paulo, o jovem de apenas 23 anos natural do Recife e formado em Design Gráfico, conta que encontra inspiração nos quatro cantos, desde sua rotina diária, sempre de olhos atentos para o novo, até plataformas na web como o Tumblr.

MIXED BY Schwarz for thump

“Mixed by Schwarz”, de Pedro Nekoi. Divulgação

Suas colagens, muitas vezes flertam com o universo da moda, entre campanhas e editoriais, e trazem imagens coloridas, referências que vão do pop ao tropicalismo e um pé na Terra do Sol Nascente. Além do digital, Pedro migrou para o vestuário em uma colaboração com a PhD, galeria de arte que produz peças de tiragem limitada e numerada e tem um portfólio de diversos artistas nas prateleiras. Recém-chegado de uma temporada no Japão, ele conversou com o IT’S sobre arte, moda e a influência do oriente nas ilustrações.

IT’S: Como você começou a ilustrar?

Pedro Nekoi: Na infância, eu costumava desenhar muito, fazia desenhos de tudo, num traço completamente sem jeito. Depois passei a desenhar mangá (quadrinhos japoneses) e foi só meu pai comprar um computador que abandonei o papel e comecei a desenhar digitalmente. Fiquei um bom tempo focado na ilustração, até que descobri a técnica da manipulação digital. Com o tempo, passei a me dedicar às colagens e é aqui que estamos.

IT’S: O que te inspira para fazer as ilustrações/colagens?

Pedro: Olha, posso dizer que tudo me inspira! Às vezes eu nem estou buscando por inspiração ou referências e me deparo com algo que acaba ficando marcado na memória, e me inspira a explorar a criatividade. Mas quando eu estou à procura de inspiração, sempre abro o Tumblr, e sei que de lá sairei com muitas ideias e referências. O Tumblr é a melhor ferramenta para buscar inspiração, sem dúvida!

Fashion Ads 8 - Valentino F_W 2014-2015

“Fashion Ads 8 – Valentino FW 2014-2015”, de Pedro Nekoi. Divulgação

IT’S: Você passou uma temporada no Japão. Como a cultura oriental influencia no seu processo criativo?

Pedro: A arte contemporânea japonesa é muito excêntrica! Eles conseguem ter uma estética que pode variar do extremo minimalismo à explosão de cores e formas. Esse tempo que passei no Japão me fez admirar ainda mais essa estética deles. Era impressionante ver, por exemplo, o dom que eles têm de criar uma embalagem extremamente minimalista e monocromática e ainda assim atraente aos olhos. Antes de viajar, já me sentia bastante influenciado pela cultura japonesa (seja na temática das minhas criações ou no uso sem medo das cores), e depois que vivi tudo aquilo de perto, não tem como não explorar cada vez mais essa influência.

IT’S: Atualmente você mora e trabalha [como criativo na Vice] em São Paulo. Quais foram as dificuldades e/ou facilidades em apresentar seu trabalho em uma cidade com tanta concorrência?

Pedro: Eu já morei em Recife e também em João Pessoa e acredito que os desafios em São Paulo foram os mesmos destas outras cidades. A maior dificuldade é conseguir reconhecimento e visibilidade, mas o que busco é fazer meu trabalho com paixão, divulgá-lo na internet e ver a interação das pessoas, independente se serão milhares ou apenas dezenas. Sobre a concorrência em São Paulo, não acho que isso seja um problema. Vivemos num mundo em que todos estão conectados através da internet e, graças a ela, artistas de toda parte podem ter seu reconhecimento. Não existem mais barreiras para expor sua criatividade.

Versace

“Versace”, de Pedro Nekoi. Divulgação

IT’S: Alguns trabalhos seus podem ser encontrados na loja online Urban Arts. Você consegue viver da sua arte?

Pedro: Viver de arte exige muito tempo, disponibilidade e coragem do artista. Você tem que realmente se dedicar àquilo ao mesmo tempo que tem que pagar as contas. Então acho que, no meu momento atual, viver de arte não é um objetivo próximo. Eu prefiro ir aos poucos, vendendo um pôster aqui e ali, um zine durante uma feira, de pouco em pouco…

IT’S: Você já fez parceria com a galeria Phd, criando uma série de ilustrações para camisetas e bags. Qual sua relação com a moda?

Pedro: Me orgulho muito dessa parceria com a PhD, porque eu realmente amo moda e nunca tinha conseguido aplicar meu trabalho nesse ramo. E o que a PhD faz é realmente interessante, porque eu faço todo o trabalho criativo e eles dão o toque mágico de transformar tudo em peças incríveis! Minhas artes sempre possuem elementos relacionados à moda, sejam fotos de editoriais, peças ou campanhas. Eu sempre gosto de editar campanhas e editoriais de moda já existentes e dar novo contexto e sentido para eles. Recentemente, pude criar meu próprio editorial, em parceria com o fotógrafo João Arraes, e foi incrível ter controle sobre tudo, poder pensar nas colagens desde a hora que a modelo está posando!

pedro_nekoi_faces1_phd galeria

Bag “Faces”, de Pedro Nekoi para PhD

IT’S: Fale um pouco sobre as exposições que já participou.

Pedro: Eu já tive a oportunidade de montar uma exposição solo quando morava em João Pessoa. Foi a minha primeira e foi muito gratificante e excitante ter essa oportunidade. Cada uma que participei foi bastante importante e diferente. A Exquisitive Collective, por exemplo, era uma mostra coletiva em que cada arte representava o país de origem do artista, então foi incrível poder apresentar um trabalho sobre o Brasil fora daqui. Para a Ahorta [realizada no Recife], tive a chance de trabalhar, pela primeira vez, com vídeo! Também participei de uma para a Diesel que aconteceu em Paris. Foi a maior exposição colaborativa do mundo, ou algo desse tipo! Bem doido (risos).

IT’S: Quem são seus artistas plásticos preferidos?

Pedro: Tem dois ilustradores que eu curto muito! Um se chama Milkbbi e o outro Daniel Guerrero Fernandez. Eles são namorados e sou muito apaixonado pelo trabalho dos dois, sempre muito colorido e meio “doidinho”. Tenho até uma tatuagem de um desenho do Daniel!

IT’S: Projetos/sonhos para o futuro…

Pedro: Agora que fui ao Japão, só consigo pensar nisso! Então um sonho/projeto seria fazer trabalhos diretamente ligados ao país. Quem sabe morar lá? Fora isso, estou produzindo uns zines com fotos e artes que criei durante minha estadia.

Veja aqui mais ilustras do Pedro no seu portfólio do Tumblr.

 

Comentários